Nossa Senhora das Graças - Bairro da Pedreira



Foto da Igreja

O bairro da Pedreira nasceu a partir das casas dos trabalhadores da pedreira, que foi comprada pelo prefeito de São Paulo, Dr. Pires do Rio, do Dr. Joaquim Eugênio de Lima, em 27 de janeiro de 1927.

A capela de Nossa Senhora das Graças foi inaugurada no alto de um morro, no ano de 1949. Esta foi, depois da Matriz, a primeira comunidade de Rio Grande da Serra.

O Frei José Boeing recorda-se do Sr. Joaquim e da Sra. Isabel que colaboravam sempre, até na Matriz. Eles tinham o costume de deixar a Bíblia aberta na mesa da cozinha para ser lida antes de ir ou após chegar do trabalho.

A Pedreira foi desativada, em 1970. Muitos moradores, porém, ficaram no terreno pertencente à COHAB (Companhia Metropolitana de Habitação).

Na frente da igreja há uma escadaria com 107 degraus, e sobre ela passa a linha de transmissão de energia elétrica da AES Eletropaulo. Há alguns anos a empresa queria interromper a passagem na mesma, mas as pessoas da comunidade não deixaram.

O dia de Nossa Senhora das Graças é 27 de novembro. É a capela mais próxima dos seguintes bairros: Jardim Esperança e Estância Rio Grande (em Rio Grande da Serra, bairros loteados em 1975), e Jardim Joaquim Eugênio de Lima (em Santo André).

A capela fica na Avenida José Bello, 100, Bairro Pedreira. O atual coordenador é o Claudino e as celebrações ou missas ocorrem aos domingos, pela manhã.

Volte ao topo da Página